10/01/2018 Equipe Dotcon

O que é um marketplace?

Vender pela internet tornou-se uma opção muito utilizada por aqueles que desejam ter o próprio negócio. Existem várias maneiras de oferecer um produto no ambiente online, seja por meio de um site, redes sociais, lojas virtuais, entre outras.

Uma opção interessante para quem está começando ou deseja expandir o alcance da sua marca é o marketplace.

Muitas pessoas confundem esse segmento de negócio com o e-commerce, mas existem algumas diferenças. Neste artigo, vamos explicar o que é o marketplace e quais são suas vantagens e desvantagens. Acompanhe!

 

O que é um marketplace?

 

O termo marketplace vem do inglês, e foi criado a partir da junção das palavras market (mercado) e place (local). Ou seja, trata-se de um lugar de compra, como os shoppings, feiras, centros comerciais, praças, entre outros. Com o avanço da internet, a expressão passou a ser utilizada para definir sites que disponibilizam uma grande variedade de produtos, de várias marcas e fornecedores.

 

Um dos marketplaces mais famosos do mundo é a Amazon. No Brasil, os mais conhecidos são o Mercado Livre, B2W, Walmart, Via Varejo e Magazine Luiza. Também existem alguns que são voltados para nichos, como o Mobly, especializado no segmento de móveis e artigos de decoração, e o Elo7, dedicado basicamente a itens de artesanato.

 

Qualquer pessoa pode vender em um marketplace, basta se cadastrar no site escolhido e seguir as orientações. Algumas empresas fazem exigências referentes à documentação, tempo de atuação do negócio, reputação da loja virtual, entre outros requisitos.

 

Vale a pena investir em um marketplace?

 

Agora que você conferiu o que é um marketplace e como investir nesse segmento de negócio, veja quais são suas vantagens e desvantagens:

Vantagens

 

Um marketplace possui uma grande estrutura e oferece uma experiência de compra completa ao consumidor. O primeiro ponto a ser destacado é a ampla estrutura de comunicação dessas empresas. Para quem está começando com as vendas online, existe a necessidade do investimento em marketing digital para a divulgação da marca e alcance do público-alvo.

 

No caso de um marketplace, não é necessário se preocupar com essa questão, já que os e-commerces são responsáveis por divulgar os produtos. Além disso, grandes nomes como Walmart, Casas Bahia e Magazine Luiza são reconhecidos no mercado, o que traz credibilidade e maior número de potenciais clientes.

 

Quem opta por vender em um marketplace também economiza nos custos com o site, como hospedagem, manutenção, atualização do layout, sistemas de segurança e antifraude, entre outras necessidades. Essa economia pode ser revertida em melhorias para o seu negócio, como aumento do estoque e a realização de promoções.

 

Desvantagens

 

Quem vende em marketplace precisa pagar uma comissão à empresa, e o valor varia de acordo com cada site. Além disso, seu produto vai estar dividindo o espaço com diversas marcas e fornecedores, o que aumenta a concorrência.

 

Outra desvantagem é que o lojista não possui tanta liberdade para definir seus processos de venda, formas de pagamento, prazo de entrega, layout, posicionamento da marca, entre outras questões. Tudo fica sob responsabilidade do marketplace, o que pode limitar a autonomia do vendedor.

 

Vender produtos na internet exige uma boa estratégia, afinal, é um desafio se destacar entre tantas opções disponíveis. O marketplace é uma boa opção para quem busca visibilidade, mas é necessário ficar atento para que os objetivos do negócio não sejam prejudicados.

 

Neste artigo, explicamos como esse segmento de negócio funciona e quais são suas vantagens e desvantagens. Gostou do conteúdo? Siga-nos no Facebook e fique por dentro das novidades do blog.

Tagged: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *